A reabertura das escolas contará com a colaboração de pais, alunos e colaboradores

Trabalho, estudos, lazer, atividades físicas, domésticas, todos os afazeres realizados no mesmo espaço. Há mais de seis meses essa é a realidade da população brasileira, que têm se desdobrado para dar conta de tantas atividades. No entanto, o cenário está prestes a mudar, devido à reabertura das escolas. Essa notícia alegra e preocupa a maioria dos pais e responsáveis, ficando a dúvida: quais as medidas de segurança devem ser tomadas para a volta às aulas?

É importante salientar que, para evitar a disseminação do corona vírus, é preciso esforço e colaboração coletivos, ou seja, todos devem fazer a sua parte para manter a segurança e bem-estar.

Confira a seguir algumas medidas de segurança necessárias para a segurança escolar durante a pandemia.

O que as escolas devem fazer:

·   Estimular a discussão e encorajar alunos e professores a conversar sobre dúvidas e preocupações;

·       Utilizar os desinfetantes recomendados para a higienização correta de superfícies e pequenos itens;

·      Utilizar pôsteres e avisos que sirvam de lembretes para lavagem das mãos e para evitar contato físico;

·      Aferir a temperatura de alunos, pais, colaboradores e demais pessoas que precisem entrar no estabelecimento de ensino;

·      Evitar reuniões de pais e mestres;

·      Disponibilizar álcool em gel 70% em todos os espaços;

·      Disponibilizar ao menos duas máscaras por colaborador;

·      Substituir materiais escolares de tecidos, como livros e brinquedos, por outros materiais de fácil desinfecção;

·   Interditar bebedouros e orientar colaboradores e alunos a trazer uma garrafa com água de casa.

Cabe aos alunos as seguintes recomendações:

– Proteger o rosto com o interior do cotovelo ao espirrar e tossir;

– Utilizar máscara facial em todo o ambiente escolar;

– Lavar as mãos com frequência por, no mínimo, 20 segundos;

– Não compartilhar copos, lanches e bebidas com outras pessoas;

– Compartilhar as informações aprendidas com seus familiares e amigos;

– Não zombar de colegas e pessoas que estejam doentes;

– Levar para a escola um nécessaire de plástico identificada com nome contendo: três máscaras, pano para higienização da carteira e cadeira, frasco de álcool em gel 70%.

Pais e responsáveis também devem estar cientes e colaborar, por isso, se a escola anunciou que retornará às aulas presenciais, adote algumas medidas de prevenção é possível que seu filho(a) retorne à escola em segurança.

O mais importante é mantenha-se informado. Saiba quais são os sintomas e as complicações da doença. Explique para as crianças como ocorre a transmissão, contágio e mostre como é possível se prevenir. Treine em casa com o seu filho o tempo e a melhor forma de higienização das mãos, assim como a maneira correta de colocar e retirar a máscara.

Em caso de sintomas, não leve a criança para a escola e informe o motivo da ausência e comunique a unidade de saúde mais próxima.

Medidas de segurança simples podem garantir a segurança de todos que convivem no ambiente escolar, assegurando um retorno às atividades da melhor maneira possível.