Saiba como os responsáveis pelas crianças podem ajudar para aumentar a segurança de todos em tempos de pandemia 

Muitas cidades brasileiras já retornaram às aulas, mesmo assim, ainda tem muita gente preocupada em como as escolas conseguirão manter os protocolos de segurança com as crianças da educação infantil. A questão aqui é: como as famílias podem ajudar as escolas a manter esses protocolos. Afinal, não basta a escola fazer um excelente trabalho nas suas salas e corredores, os cuidados e ensinamentos devem começar em casa, pois a participação familiar é indispensável para conseguir um ambiente seguro. 

Confira as principais dicas para os pais e escola para um retorno escolar seguro!

Para as famílias:

  1. Passear na rua

Você pode sair com suas crianças para brincadeiras ao ar livre, mas é preciso ensiná-la a permanecer de máscara, higienizar as mãos com frequência e evitar aglomerações;

  1. Educar começa em casa

Ensine sobre higiene, sobre não compartilhar objetos, cobrir a boca e nariz quando precisar tossir e espirrar, passar álcool nas mãos e usar máscara;

  1. Bolha social

Parece estranho, mas esse método ajudou famílias a manter certo nível de convivência, sem contribuir para a propagação do vírus. Consiste em fazer programas sempre com as mesmas famílias, desde que todos estejam respeitando o isolamento;

  1. Fique atento aos sintomas

Tenha muita atenção! Qualquer sintoma que o seu filho apresente, mantenha-o em casa, avise o pediatra e tenha cuidado com os sintomas respiratórios;

  1. Incentive o protagonismo

Vocês estão, provavelmente, passando mais tempo em casa do que o normal, por isso, aproveite a oportunidade para incentivar o protagonismo do seu filho, inclua ele nos afazeres do dia a dia, estimule a organização dos objetos pessoais, auxílio nas atividades domésticas. Mostre para ele que todos da casa devem fazer a sua parte, isso refletirá nas atividades escolares.

Para a escola:

  1. Revezamento e formação de bolhas

Primeiramente, separe os alunos em grupos e decidam em que dias da semana cada grupo irá para a escola. Durante a semana, separe em grupos ainda menores para a formação das bolhas escolares. Esse método ajudará a garantir um melhor distanciamento, menos interações durante as brincadeiras, refeições e atividades;

  1. Uso de máscaras

Sabemos que crianças com menos de dois anos não devem usar máscaras pelo risco de sufocamento. Quanto maior a idade, mais fácil é conseguir permanecer de máscaras, no entanto, é possível aproveitar para iniciar a alfabetização sanitária com as crianças mais novinhas;

  1. Uso do banheiro

A ida ao banheiro deve ser individual e acompanhada de um adulto para orientar a correta lavagem das mãos. Levar mais crianças de uma só vez dificulta o controle;

  1. Atenção às refeições

Esse é o momento de maior cuidado, pois todos ficarão sem máscaras para se alimentar. Redobre os cuidados! Instalem acrílicos entre as mesas, melhore o distanciamento, evite cantorias e brincadeiras nesse momento e, principalmente, não compartilhem as refeições!